X
Economia

Atividades ligadas à matemática respondem por 4,6% do PIB brasileiro

Inaugurado nesta terça-feira, curso de graduação do Impa Tech tem como um dos objetivos formar profissionais para que esse percentual possa crescer ainda mais no País

Lançamento do programa / Divulgação

Base de algumas das mais importantes descobertas e avanços científicos da humanidade, a matemática exerce, no Brasil, um papel que vai além de números, cálculos e fórmulas. Segundo estudo realizado pela Fundação Itaú, as atividades ligadas à matemática respondem pelo equivalente a 4,6% do Produto Interno Bruto nacional. Em cifras, isso corresponde a cerca de meio trilhão de reais.

Marcelo Viana, diretor-geral do Impa Tech
Para impulsionar a educação baseada na matemática, o Governo Federal e a Prefeitura do Rio de Janeiro inauguraram nesta terça-feira, 2 de abril, o Impa Tech, o primeiro curso de graduação do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). O evento de inauguração contou com a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, ao fazer uma analogia com o futebol, classificou o brilho do novo curso de graduação matemática como “um gol de bicicleta” .

Ciente da importância que a matemática desempenha no Brasil, o diretor-geral do Impa Tech, Marcelo Viana, afirmou que há muita margem para crescimento e que esse será um dos objetivos do curso de graduação.

“Estudos análogos feitos em países avançados, como França e Reino Unido, mostram que o potencial da contribuição da matemática para a economia nesses países alcança entre 15% e 18%. Entre os 4,6% onde estamos e esses percentuais dos países mais avançados temos o desafio de minerar essa riqueza ao nosso alcance. O ingrediente fundamental é a formação de profissionais altamente qualificados no uso das ferramentas matemáticas e das ferramentas computacionais. Essa é a missão maior do Impa Tech”, afirmou Viana.

“NOBEL DA MATEMÁTICA”

Em 72 anos, o Impa foi responsável por formar mestres e doutores e por dar treinamento a milhares de professores da educação básica. A instituição é reconhecida por fazer pesquisas de vanguarda e por ter em seu quadro de pesquisadores o carioca Artur Ávila, primeiro lusófono a receber a Medalha Fields, considerada o Nobel da matemática, já que o Prêmio Nobel não premia cientistas da área. Ávila é egresso do Impa e fez doutorado na instituição.

Viana destacou que, apesar de toda a tradição, o curso de graduação em matemática do Impa Tech torna-se um componente importante para preencher uma lacuna histórica. “Faltava essa peça fundamental. É essa lacuna que estamos preenchendo hoje aqui. E não é uma graduação qualquer que queremos trazer para esse espaço. Inserido num ecossistema de tecnologia e de inovação, o Impa Tech está voltado para formar e capacitar jovens em alto nível no uso da matemática e suas ferramentas para resolver os problemas do Brasil, para transformar o mundo por meio da matemática”.

OLIMPÍADA

Outro ponto destacado por Viana foi o papel que a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) desempenha como estímulo à educação e formação dos jovens brasileiros e como ponto de partida do Impa Tech, já que a OBMEP é uma das fontes para selecionar alunos para o curso de graduação em matemática.

A OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras e realizado pelo Impa com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

“Nós organizamos a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas desde 2005, na qual participam atualmente mais de 18 milhões de jovens do 6º ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio e que não para de bater recordes. Em 2024, estaremos com a OBMEP em 5.565 municípios. Esse é o grau de penetração que a Olimpíada tem”, destacou Marcelo Viana.

“Desde 2022, somamos à OBMEP a Olimpíada Mirim de Matemática, voltada para estudantes dos anos iniciais e seus professores. A Olimpíada Mirim já alcança atualmente 5 milhões de inscritos. Somando com os 18,5 milhões da OBMEP, dá 23 milhões de estudantes, quase 12% da população brasileira que fazem a Olimpíada de Matemática todos os anos. Nós podemos dizer que hoje em dia o Impa acompanha os estudantes desde que entram na Educação Básica até a sua inserção no mercado de trabalho. Sem esquecer o papel fundamental que tem o professor e que tem a professora nesse contexto”.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

PRF apreende 104 kg de cocaína em Corumbá durante fiscalização na BR-262

Homem foi preso durante o flagrante

Polícia

Dupla é presa por tráfico de drogas em Santa Rita do Pardo

Prisão aconteceu em parceria com a Polícia Civil e Militar

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo