X
Política

Em política vale sinalização, diz Zeca, após visita a Ludio


O ex-governador Zeca do PT confirmou que a visita ao ex-senador Ludio Coelho foi apenas uma visita de cortesia, solicitada por ele e pelo senador Delcídio do Amaral, e ciceroneada pelo presidente da Acrissul, Francisco Maia. "Ninguém veio buscar apoio do Ludio, a visita é emblemática pelo que ele representa não só na classe política, mas para os produtores rurais do Estado, mais que palavras política se faz com gestos, nós queremos manter com isso, um dialogo permanente com os produtores rurais de MS", resumiu Zeca.


O encontro fez mais "barulho" do que trouxe resultados práticos, embora evidêncie que os petistas estão cada vez mais pragmáticos aceitando alianças até com setores que antes consideravam conservadores e retrógrados. No último governo, Zeca chegou a ter sérias desavenças com produtores rurais, especialmente com o maior líder da Acrisul, Laucídio Coelho Neto, sobrinho de Lúdio. Agora o ex-governador tenta atraí-los para uma aliança, afastando o risco de tê-los como adversários ao lado de André Puccinelli (PMDB).


A reunião de ontem com o ex-prefeito de Campo Grande durou cerca de uma hora e meia e aconteceu no escritório de Ludio Coelho, no aero rural, e contou com a presença do senador Delcídio do Amaral, deputado federal Dagoberto Nogueira e deputado federal Vander Loubet, deputado Paulo Duarte e o ex-vereador Edmar Coelho. L
Ludio Coelho reafirmou que foi só um encontro de cortesia negando qualquer tipo de especulação em torno de seu nome como vice do ex-governador Zeca do PT, ou do sobrinho Laucídio Coelho Neto, que é filiado ao PTB e também estaria cotado para vice numa aliança com o PT. "Quanto a essa questão não a veto familiar nenhum", garantiu o "homem do chapéu".


Dando o assunto por encerrado, o ex-senador, que continua filiado ao PSDB, atual aliado do PMDB em Mato Grosso do Sul, garantiu que a política não entrou em pauta. "O Chico, presidente da Acrissul, o senador Delcídio e o ex-governador Zeca do PT me pediram e eu aceitei recebê-los, foi só isso", resumiu o ex-senador. Lúdio lembrou que deixou o Senado espontaneamente em 2002. Agora está com 86 anos e disse que não atua mais na política se negando avaliar o governo André Puccinelli, quando instigado por uma jornalista. O presidente da Acrissul"( associação de criadores de gado de MS) Chico Maia, um dos homens de confiança do ex-prefeito na área política, também deu o mesmo tom para reunião, "foi uma primeira conversa, a pedido de Zeca e Delcídio, e vimos como um gesto importante da parte do petista para com a classe produtora. Chico Maia assegurou não ter preferência eleitoral por Zeca, porém considerou importante se o petista tivesse um "homem do campo" como companheiro de chapa.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Hemosul convoca doadores de sangue neste fim de semana

Ação visa abastecer estoque de tipagens

Saúde

Brasil tem mais de um milhão de casos de dengue este ano

Seis estados e o Distrito Federal decretaram situação de emergência

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo