20 de maio de 2022
Anuncie Aqui
Brasília

Governo veta R$ 3,1 bilhões no Orçamento, que destina R$ 89,1 bilhões para Auxílio Brasil

24 JAN 2022 - 18h44min
Agência Senado

O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos a Lei 14.303, de 2022, que fixa o Orçamento Geral da União para este ano. Ele cortou R$ 3,1 bilhões em despesas aprovadas em dezembro pelo Congresso Nacional: são R$ 1,3 bilhão em emendas de comissão e R$ 1,8 bilhão em despesas discricionárias. O corte equivale a apenas 0,06% dos R$ 4,8 trilhões previstos no projeto de lei (PLN 19/2021). A sanção foi publicada nesta segunda-feira (24) no Diário Oficial da União.

Central Pax_10

Os vetos precisam ser apreciados por senadores e deputados em sessão conjunta. Se não forem votados em 30 dias, trancam a pauta do Congresso Nacional.

A área que mais perdeu recursos em valores nominais foi o Ministério do Trabalho e Previdência, com veto de R$ 1 bilhão (veja tabela). Em seguida vem o Ministério da Educação, com um cancelamento de R$ 736 milhões. Outros órgãos com grande volume de recursos vetados foram Desenvolvimento Regional (R$ 458,7 milhões), Cidadania (R$ 284,3 milhões) e Infraestrutura (R$ 177,8 milhões).

Os vetos ao projeto de Lei Orçamentária alcançam 138 ações. O programa que mais perdeu recursos foi a administração do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com corte de R$ 709,8 milhões. O programa de Apoio ao Desenvolvimento da Educação Básica perdeu R$ 324,7 milhões, enquanto o Serviço de Processamento de Dados de Benefícios Previdenciários teve corte de R$ 180,7 milhões.

Na mensagem enviada ao Congresso Nacional (VET 11/2022), o presidente da República justifica o corte “por inconstitucionalidade e contrariedade ao interesse público”. Segundo Bolsonaro, os parlamentares subestimaram despesas obrigatórias com o pagamento de pessoal e encargos sociais, que precisam ser recompostas. “Ante a necessidade projetada de recomposição das despesas primárias com pessoal, impõe-se o veto das programações”, argumenta o chefe do Poder Executivo.

Dos R$ 4,7 trilhões previstos, R$ 1,884 trilhão vai para o refinanciamento da dívida pública federal. O Orçamento de 2022 destina R$ 89,1 bilhões ao programa social Auxílio Brasil. Jair Bolsonaro manteve R$ 4,9 bilhões para o fundo eleitoral e uma previsão de R$ 1,7 bilhão para o reajuste de servidores públicos.

O teto de gastos é fixado em R$ 1,7 trilhão e considera a projeção do IPCA de 10,18% ao ano. O resultado primário previsto é de déficit de R$ 79,3 bilhões. As emendas de relator somam R$ 16,5 bilhões. Confira abaixo os valores vetados por Jair Bolsonaro no Orçamento de 2022.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Corpo encontrado no rio Aquidauana é de Cristiano, desaparecido desde domingo

2
Policial

Testemunha gravou execução de policiais em rodovia (vídeo)

3
Aquidauana

Tiros de borracha e perseguição: polícia prende traficante em Aquidauana

4
Anastácio

Carreta tomba em Anastácio, após motorista desviar de animal na pista

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Chiquinho Sorvetes faz aniversário e convida você para a comemoração!

Previsão do Tempo

min11 max23

São Paulo

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,47m
Miranda
3,68m
Paraguai
2,33m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Vejo...

Gabriel Novis Neves

Chorões da Cuiabá antiga

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: PARABÉNS, O PANTANEIRO!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Gráfica

Gráfica Pantaneira

Rua XV de Agosto, 339 alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3254 www.opantaneiro.com.br
Médicos

Luiz Roberto P. Marti - Ginecologista

Rua Manoel Antonio Paes de Barros, 1032 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3129
Escolas Municipais

Escola Municipal Ada Moreira Barros

End: Rua João Ferreira Hormondes, s/n Distrito de Cipolândia - 79208-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo