17 de janeiro de 2021
Anuncie Aqui
-->
Política

Lula afirma que Brasil será um canteiro de obras em 2008

28 DEZ 2007 - 16h47min
reuters

Ao fazer um balanço de seu governo e prever mais crescimento ano que vem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nessa quinta-feira que o país será um "canteiro de obras" em 2008 com os 504 bilhões de reais destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


Em pronunciamento de rádio e TV, Lula destacou os avanços no crescimento econômico, na geração de empregos e na inclusão social, e apresentou o PAC como mais uma ferramenta nesse sentido, embutindo ainda uma crítica ao antecessor.


"O PAC significa, antes de tudo, crescimento e emprego. As décadas perdidas pela falta de confiança no país e pela falta de planejamento e de ação do Estado ficaram para trás", afirmou


Lula disse que com o crescimento da economia, o desemprego em queda e a melhora salarial, o Brasil finalmente está criando um mercado de massas.


"Nos últimos 5 anos, 20 milhões de pessoas deixaram as classes D e E, de baixo consumo, e migraram para a classe C. Apenas nos últimos 17 meses, 14 milhões de brasileiros ingressaram nesta nova classe média, cada vez mais ativa e numerosa."


O presidente destacou que um mercado de massas gera um "círculo virtuoso", aumentando as vendas e fortalecendo a indústria e o campo. E apontou as políticas de inclusão social como também responsáveis por essa melhoria de vida dos brasileiros.


"... o Brasil descobriu como fazer crescimento econômico com inclusão social. Esta talvez seja a nossa maior conquista nos últimos anos: o Brasil não aceita mais ser um país de poucos. Está se tornando um país de muitos. E não descansará enquanto não for de todos."


Lula fez essencialmente um discurso de estadista, mas não resistiu a estocadas políticas e a uma referência direta ao fim da CPMF, a maior derrota de seu governo esse ano. Ao falar que o PAC da saúde, lançado no início de dezembro, destinaria mais 24 bilhões de reais para o setor até 2010, lamentou a não prorrogação do imposto.


"Infelizmente, esse processo foi truncado com a derrubada da CPMF, responsável em boa medida pelos investimentos na saúde", atacou Lula, amenizando a crítica em seguida. "Como democrata, respeito a decisão tomada pelo Congresso. E estou convencido de que o governo, o Congresso e a sociedade, juntos, encontrarão uma solução para o problema."


O presidente encerrou o pronunciamento afirmando que o bom desempenho da economia criou um "novo clima" no país. "Hoje, há mais brasileiros olhando para o futuro com esperança."

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Polícia fecha boca de fumo e encontra droga na calcinha de traficante em Aquidauana

2
Aquidauana

Bolsa Família itinerante inicia atendimento em Aquidauana

3
Aquidauana

Idosos de 78 e 88 anos são novas vítimas do coronavírus em Aquidauana

4
Aquidauana

Estilo rústico de Lucimeire e Fabiano se fez presente até no ensaio de revelação do bebê

Vídeos

Temporal durante a madrugada causa alagamentos e deixa moradores ilhados em Corumbá

Tata Werneck responde fã que comparou Aquidauana a ''Aquidauanus'' no instagram

Marca P Remates realiza 1° leilão de corte de 2021

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max31

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min23 max31

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,20m
Miranda
2,81m
Paraguai
0,64cm

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Solidão, Solidariedade, Solicitude

Valdemir Gomes

Sei...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: NÃO HÁ LUGAR PARA TODOS NO PÓ...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Farmácias e Drogarias

Farmácia Popular

Rua 7 de setembro, 540 e 771 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3583/1057
Lojas de Souvenirs

Egle - Camiseteria e Souvenir do Pantanal

Rua Manoel Antonio Paes de Barros, 583 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 - 2246
Ponto de Táxi

Ponto de Táxi Nº 7

Rua Estevão Laves Correa, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3422
Ver Mais
Fale com a redação