X
Política

Por diferença de 20 votos, Dra. Cleidiane credita vitória a "chama da esperança" em Jardim

Ela derrotou o atual prefeito Guilherme Monteiro (PSDB)

Divulgação

Numa Democracia, cada voto tem o mesmo peso e o desejo da maioria tem de sobrepujar, “que fosse pela diferença de um voto, mas que prevalecesse a vontade de todos”. É com essas palavras que Cleidiane Areco Matzenbacher, a Dra. Cleidiane (DEM), comemora a vitória, por diferença de 20 votos, contra o atual prefeito de Jardim, Guilherme Monteiro (PSDB).

Para ela, o resultado das urnas reflete o empenho de sua equipe durante os 45 dias de campanha e o foco dela e de seu vice, Geraldo Alencar (MDB). “Durante esses 45 dias de campanha, eu me mantive focada, trabalhei muito para que isso acontecesse, então, sempre acreditei sim na minha eleição. Tive uma equipe excepcional e um vice que foi muito parceiro”, afirma.

A democrata, que vai comandar a cidade até 2024, avalia que as pessoas querem mudança e que seu projeto reacendeu “a chama da esperança nos jardinenses”. “Não importa se é a primeira vez que concorri, importa que as pessoas acreditaram no meu projeto, importa é tentar e acreditar que esse projeto vá acontecer, é persistir”.

Nos próximos quatro anos, ela promete fortalecer políticas públicas para a Saúde, Segurança e Educação, e priorizar a reabertura das escolas, entre elas a Chaquib Kadri e a do assentamento Recanto do Rio Miranda, bem como a implantação de uma unidade de saúde com atendimento 24 horas.

“Vamos valorizar os professores, fazer cursos de capacitação, uma readequação da parte pedagógica, de acordo com a nossa realidade. Com relação a saúde, precisamos de uma unidade 24 horas, porque aqui só atendem de segunda à sexta até as 17 horas, depois só urgência e emergência no Hospital Marechal Rondon”, elenca.

“Também vamos buscar recursos perante os governos Estadual e Federal para implantação de um centro de hemodiálise porque Jardim é uma microrregião, então, queremos fazer essa parceria com outros municípios, é nossa prioridade”.

Em relação à pandemia de Covid-19 e o reaquecimento da economia, devastada em várias regiões do mundo, ela descarta o que chama de “extremismos” e promete diálogo com a classe empresarial e as autoridades em saúde, buscando a melhor forma de não deixar o município e as pessoas desamparadas.

“Temos que pensar que famílias dependem do emprego e que o município também não pode parar, mas tudo isso será tratado de forma harmônica para decidir qual melhor alternativa para a nossa cidade”, finaliza.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Operação Pantanal

Força-tarefa segue ativa para prevenir e combater incêndios no Pantanal

Objetivo é evitar novos focos em nova onda de calor e tempo seco

Serviços

Base das Forças Armadas para acolher 100 brigadistas é instalada no Pantanal

foram 336 mil litros de água na região de Corumbá

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo