X
Crise

Prefeito de Dourados corta gastos para poder pagar salários de servidores

Com novas medidas administração municipal espera economizar R$ 780 mil mensalmente

Alan Guedes com Henrique Sartori, que anunciado como Secretário de Governo. / Marcos Morandi

As medidas de contingenciamento que já haviam sido anunciadas pelo prefeito Alan Guedes (Progressista), foram publicadas na última sexta-feira (8) no Diário Oficial do Município. Além de suspender o pagamento de fornecedores, o decreto também veta a concessão de qualquer tipo de reajuste salaria.

Segundo o prefeito, um dos objetivos das novas medidas econômica é conseguir o fluxo de recursos no caixa e conseguir saldo para garantir o pagamento dos salários dos servidores municipais correspondente ao mês de dezembro.

Com o contingenciamento, a prefeitura de Dourados espera reduzir o custeio da máquina administrativa e conseguir uma economia de 25%, que pode chegar, de acordo com o prefeito Alan Guedes, em 780 mil mensais.

A medida que também é assinada pelo procurador-Geral Paulo Cesar Nunes da Silva, é válida por 90 dias. Além disso, uma comissão técnica de análise e conferência será criada para apreciar cada contrato, incluindo aqueles de serviços essenciais.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Meio Ambiente

Decreto de emergência em MS garante celeridade na resposta aos incêndios florestais

Pantanal vive nova tragédia ambiental

Segurança

INSS confirma exposição de dados de até 40 milhões de segurados

Cadastro de aposentados e pensionistas teve segurança reforçada

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo