X
Política

Preso em operação que investiga atentado falso, Trutis é solto horas depois

Beneficiado por Habeas Corpus, que tanto criticou

PF suspeita que ele tenha atirado de dentro do próprio veículo / Reprodução

O deputado federal Loester Trutis (PSL) já está em liberdade. Ele foi preso ontem (12), durante diligências da Operação Tracker, desencadeada pela Polícia Federal para apurar a suspeita de que o suposto atentado sofrido por ele e um assessor, em fevereiro de 2020, tenha sido forjado para autopromoção do parlamentar.

Trutis era um dos alvos dos 10 mandados de busca e apreensão, expedidos pela ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), onde tem foro privilegiado por conta do cargo que ocupa, mas acabou preso por posse irregular de arma de uso restrito das forças de segurança pública.

Ele foi beneficiado ainda ontem por um Habeas Corpus, antes que fosse levado ao Presídio Militar de Campo Grande, destino de políticos presos detentores de foro. A suspeita é que o próprio Trutis tenha forjado o ‘atentado’ para promover a pauta armamentista e surfar na ‘onda do vitimismo’, que tanto critica.

A arma apreendida com ele deve passar por perícia para comprovar ou não se ele mesmo atirou de dentro do veículo. A operação mobilizou 50 agentes da Polícia Federal. Ele ainda não se pronunciou sobre o caso, mas o espaço permanece aberto, caso queira.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Resgate

Bombeiros resgatam família cercada pelo fogo em sítio às margens do Rio Paraguai

A família foi retirada da área de risco e levada em segurança para a embarcação, sob os cuidados do subtenente Valdeci

Economia

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 47 milhões

Sorteio será realizado a partir das 20h, horário de Brasília

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo