X
Política

Projeto assegura comunicação às vítimas de violência sobre a liberdade dos agressores

O comunivcado deve ser feito à vítima, ao seu advogado constituído ou defensor público

Em tramitação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a partir desta terça-feira, o Projeto de Lei 21/2024, de autoria do deputado Lucas de Lima (PDT) assegura às vítimas de violência doméstica e familiar o direito à comunicação prévia quando do relaxamento de medida de privação de liberdade ou de medida protetiva de urgência aplicada contra quem deu causa à violência, e dá outras providências.

O comunivcado deve ser feito à vítima, ao seu advogado constituído ou defensor público, pela autoridade judicial responsável pelo ato que fizer cessar a privação de liberdade ou medida protetiva de urgência, por escrito em meio físico ou eletrônico, com pelo menos dez dias de antecedência da execução do ato de relaxamento da medida de privação de liberdade ou medida protetiva de urgência.

"Enquanto o agressor está afastado, seja por medida de privação de liberdade ou por medida protetiva de urgência, a vítima naturalmente se sente mais segura, pois sabe que não existe o risco de ser abordada por aquele que a submeteu a qualquer forma de violência. No entanto, quando este afastamento acaba, é indispensável que a vítima tome conhecimento. Não é justo que a pessoa que sofreu violências não tenha meios de saber, com antecedência, que seu agressor não estará mais apartado de seu convívio", justifica o deputado Lucas de Lima.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 56 milhões

O sorteio será realizado às 20h, no horário de Brasília

Trânsito

Carro capota após bater em viatura da PC em Bonito

Motorista teria furado preferencial

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo