15 de outubro de 2021
Anuncie Aqui
Política

Questão indígena: governador volta a defender uso de recursos da dívida para compra de terras

16 JUN 2016 - 12h05min
Notícias MS
Utilizar os recursos do pagamento da dívida de Mato Grosso do Sul com a União para a compra de áreas que venham a dirimir os conflitos de terras no Estado. A proposta, que não é nova, foi reforçada pelo governador Reinaldo Azambuja em audiência com o Ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, na semana passada, como caminho para dissolver as constantes tensões geradas pelas disputas no Estado.
 
O governador defende o recolhimento dos R$ 108 milhões remetidos mensalmente parra os cofres federais para engrossar o Fundo Estadual de Terras Indígenas (Fepati), instituído na Lei Estadual 4.164/2012 com a finalidade de captar recursos financeiros para a compra de terras. A proposta já havia sido apresentada para a presidente Dilma Rousseff e o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, porém não avançou.
 
Segundo Azambuja, a pauta foi retomada com o novo ministro por ser considerada o meio mais viável de desfazer as tensões. Nesta terça-feira, em Caarapó, conflitos por demandas de terras resultaram na morte de um indígena e em violência contra policiais militares. ?Pelas vias judiais vamos alongar isso durante anos e em última instância temos a validade do embasamento no caso Raposa Serra do Sol?, afirmou o governador.
 
Na criação da reserva indígena Raposa Serra do Sol (RR), homologada pelo governo federal em 2005, o Supremo Tribunal Federal estabeleceu 19 condicionantes como critérios para validar processos de demarcação de novas terras indígenas. Uma delas impede a ampliação de áreas indígenas já demarcadas, uma demanda que é comum entre as reivindicações das etnias sul-mato-grossenses.
 
Ao promover uma inovação acadêmica na decisão de Roraima, a corte também estabeleceu uma condicionante extra conhecida como marco temporal, pelo qual o reconhecimento de novas terras indígenas demandem a comprovação de que a área estava ocupada pelas etnias no momento da promulgação da Constituição, em 5 de outubro de 1988.
 
?Os indígenas estão buscando ampliação das áreas das aldeias que já estão constituídas, pois a comunidade indígena cresceu. Por isso o caminho mais fácil é a negociação?, defendeu o governador. Segundo a Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), atualmente são 110 propriedades rurais invadidas por indígenas no Estado.
 
?Pelos trâmites judiciais vamos demorar 20 anos para chegar a uma solução e precisamos distencionar as áreas de conflito tendo em vista que os indígenas pressionam por demarcações e produtor se sente no direito de defender o que lhe pertence?, afirmou. ?Governo federal vem empurrando a muitos anos e só tem uma solução: a mesa de negociação?.
 
O governador destacou ações voltadas para as comunidades indígenas dentro da estrutura estadual, as quais contam com uma Subsecretaria de Políticas Indígenas, programas de apoio a comunidades indígenas, com assistência técnica dentro das aldeias, e também com o vale universidade indígena, que atende a 84 estudantes de diversas etnias.
 
Força Nacional ? Em atendimento à solicitação do Governo do Estado, o Ministério da Justiça, vai deslocar a Força Nacional para a região de Caarapó. A tropa de 54 homens chega até esta quinta-feira (16) ao Estado e vai reforçar a segurança no município.

Campanha Drogaria Aquidauana Institucional - 02
 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Anastaciano vítima de homofobia na Capital tira a própria vida aos 27 anos

2
Geral

Previsão para hoje é de ventos fortes e tempestade

3
Aquidauana

Ventania destelha casa e põe árvore atravancando rua

4
Geral

Em "cena de filme", cobertura de posto da PRF é arrancada após ventania

Informe Publicitário

Informe

Drogaria Aquidauana: há 8 anos protegendo sua família

Previsão do Tempo

min22 max35

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min22 max35

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Superando...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

AI de ti, AQUIDAUANA!

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Hotéis

Hotel Portal Pantaneiro

Rua Pandiá Calógeras, 1067 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4329 www.portalpantaneirohotel.com.br
Escolas Estaduais

Escola Estadual Professor Antônio Salústio Areias

Rua 13 de Junho, 2005, Alto - 79200-000 Aquidauana/MS Aquidauana/MS (67) 3241-4711
Médicos

Nelson Andrade Quelho - Cardiologista

Rua Pandiá Calógeras, 242 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3000
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo