21 de outubro de 2020
Anuncie Aqui
-->
Política

Vence na sexta prazo para candidato trocar de partido

1 OUT 2007 - 14h35min
conjuntura on line

A semana é decisiva para a reconfiguração política e definição do quadro da disputa eleitoral em 2008. Após sexta-feira, quando vence o prazo para a troca de partido e de domicílio eleitoral dos prováveis candidatos a prefeito, vice e vereadores, os partidos começam a acertar as alianças. As coligações podem unir velhos adversários como também podem significar rompimento de antigos aliados.


O troca-troca partidário foi intenso no fim de semana. e deve afunilar o quadro e estabelecer os futuros arcos de alianças depois de quarta-feira, quando o Supremo Tribunal Federal decide se o mandato pertence aos eleitos ou ao partido. Em Mato Grosso do Sul o governador André Puccinelli (PMDB) coordenou as filiações. Pela condição de governo, o PMDB é o partido com mais adesões de prováveis candidatos nas eleições municipais de 2008.


A posição do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é de que o mandato é do partido. Nesse caso, o deputado que mudou de legenda, mesmo que para outra da mesma coligação, perde o mandato. O posicionamento do TSE veio em resposta à consulta feita pelo partido Democratas e se aplica a mandatos obtidos pelo sistema proporcional, ou seja, na eleição de deputados estaduais, federais e vereadores.


A questão chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF) com o pedido do PPS, PSDB e DEM para que os deputados que mudaram de sigla percam seus mandatos e sejam substituídos pelos suplentes no partido de origem.


Não é por acaso que as três siglas recorreram ao STF. Elas estão entre as que mais perderam bancada desde as últimas eleições. PPS e DEM perderam cada um nove deputados e o PSDB sete, de acordo com o quadro de mudanças de partidos da Câmara dos Deputados.


O troca-troca acontece principalmente na Câmara dos Deputados. Desde outubro do ano passado, 54 deputados já mudaram de partido, de acordo com o quadro de mudança de partido da Câmara.


Corrida aos partidos
Em Mato Grosso do Sul, os políticos não descansaram neste fim de semana. Na sexta-feira o prefeito de Maracaju, Maurílio Azambuja, trocou o DEM pelo PSDB. No sábado, o governador André Puccinelli (PMDB) esteve em Nova Andradina onde participou da filiação do prefeito Roberto Hashioka, quatro vereadores, além de 635 militantes. Com a filiação de Hashioka, o PMDB conseguiu sua 24ª prefeitura em Mato Grosso do Sul.


Em 2007, onze prefeitos se tornaram peemedebistas. Na ocasião, André nega que pressione os prefeitos. À imprensa, ele comentou que o prefeito de Novo Horizonte do Sul, Marcílio Álvaro Benedito, pediu durante 60 dias para aderir ao PMDB. "Eu não tenho estendido convite nenhum para não causar melindres". Nesta semana, o ex-governador Zeca do PT acusou Puccinelli de "convencer" o prefeito de Novo Horizonte a deixar o PT em troca de uma licença ambiental para um empreendimento importante na cidade. Na Capital o PMDB fez um ato de filiação de 700 novos quadros à legenda.


Neste domingo, o DEM, em cerimônia na Câmara da capital, filiou dois secretários municipais: Rodolfo Vaz de Carvalho (Fomento ao Agronegócio, Indústria, Comércio, Turismo, Ciência e Tecnologia) e Cezar Galhardo (Instituto Municipal de Previdência). Além dos secretários, o DEM passa a contar com os diretores-presidente da Emha (Empresa Municipal de Habitação), Rodrigo Aquino, e da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Carlos Alfredo Lanteri.


No PT há uma dúvida no ar. O senador Delcídio do Amaral (PT) tem até o dia 5 para tomar uma decisão estratégica: se transfere ou não o título eleitoral para Campo Grande. O congressista corumbaense é apontado por lideranças do partido como o nome mais forte da sigla para disputar a Prefeitura de Campo Grande.


Em Dourados, as eleições municipais provocaram a troca partidária de pelo menos dois pré-candidatos a prefeito. O deputado federal Geraldo Resende deixou o PPS para disputar a candidatura pelo PMDB a prefeito e o deputado estadual Ari Artuzi, com o mesmo objetivo, fez o caminho inverso, deixando o partido do governador André Puccinelli para se filiar ao PDT. PPS e PDT são partidos da base de apoio do governo André.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Mãe flagra filha adolescente seminua com o marido e é atingida a golpes de facão

2
Aquidauana

Sem sinalização, mais um acidente é registrado na rua Antônio Campelo

3
Miranda

Com prefeito a bordo, pescadores se maravilham ao avistar 4 onças à beira do Rio Miranda

4
Aquidauana

Para Tati, fé foi imprescindível para superação da perda e também na chegada de Sofia

Vídeos

Incêndio de grandes proporções consumiu atacadista, em Campo Grande

Em mais um acidente na MS-450, bombeiros resgatam vítima das ferragens

Onça-parda é flagrada 'passeando' por bairro e assusta moradores

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max32

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min23 max32

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,22m
Miranda
1,52m
Paraguai
(-) 31

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"JÁ TENTEI OLHAR BEM DE PERTO"

Valdemir Gomes

Ainda...

Rosildo Barcellos

Poluição como questão de saúde pública!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Escolas Municipais

Escola Municipal Indígena Feliciano Pio

, Distrito de Taunay - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Pizzarias

Fiorella Pizza

Duque de Caxias, 1171 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 8172
Transportes

Viação Da Mata

AV. Dr Sabino, 252 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 1966
Ver Mais
Fale com a redação