X
Saúde

Em MS, campanha de vacinação contra a Poliomielite segue até sexta

Em Mato Grosso do Sul, a cobertura vacinal na estratégia de rotina da doença é de 89,14%

Divulgação

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite segue até a próxima sexta-feira (14). Os responsáveis que ainda não levaram os menores de 5 anos de idade para tomar as gotinhas que garantem a proteção contra o vírus têm até essa data para comparecer a uma unidade de saúde do seu município.

Em Mato Grosso do Sul, a cobertura vacinal na estratégia de rotina da doença é de 89,14% da VIP (Vacina Inativada Poliomielite) e de 79,85% da VOP (Vacina Oral Poliomielite), números abaixo da meta definida pelo Ministério da Saúde, que é de 95%.

De acordo com o gerente de Imunização da SES, Frederico Jorge Pontes de Moraes, a Saúde trabalha continuamente para proteger a população contra doenças imunopreviníveis. “As pessoas pararam de ver crianças doentes e adultos com sequelas, o que deu a sensação de que a doença não existia mais, mesmo sem a vacinação, o que não é verdadeiro. Somente a vacinação contínua mantém o vírus erradicado”, explica.

“É muito importante que todos os pais que ainda não levaram suas crianças para tomar as doses iniciais e de reforço procurem uma unidade de saúde o mais breve possível. Em nosso país, não temos casos de poliomielite desde 1989. Em 1994, o país recebeu a certificação de área livre da circulação do poliovírus selvagem. Nosso objetivo é garantir que esse cenário se mantenha”, ressalta.

Desde 2016, os índices vacinais do país registram queda, o que fez com que o Brasil entrasse na lista da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) das nações que correm o risco da reintrodução do vírus da pólio.

Dia D

O Dia D de vacinação contra a Poliomielite, realizado no sábado (8), registrou baixa adesão em Mato Grosso do Sul. Apenas 12.542 doses dos imunizantes VOP (Vacina Oral Poliomielite) e VIP (Vacina Inativada Poliomielite) foram aplicadas no Estado.

Ao todo, tanto na vacinação de rotina, quanto na campanha do Ministério, o público-alvo no Estado compreende 205.080 crianças. Destas, 40.300 são menores de 1 ano e 164.780 têm entre 1 e 4 anos de idade.

Dúvidas frequentes sobre a vacina

Quem deve tomar a vacina?
A vacina contra a poliomielite está prevista no calendário do PNI (Programa Nacional de Imunizações) para todas as crianças menores de 5 anos. O esquema vacinal é de três doses da VIP aos dois, quatro e seis meses de idade, e dois reforços da VOP aos 15 meses e aos 4 anos.

Mesmo quem já tomou todas as vacinas deve se vacinar de novo?
Sim. Mesmo as crianças com o esquema inicial e com as doses de reforço completos devem receber a vacina na campanha sazonal. Elas receberão uma dose da VOP (da gotinha). Crianças que não tiverem completado o esquema vacinal receberão o imunizante injetável para concluí-lo.

A criança somente estará protegida com o esquema completo?
Sim. Ela estará protegida contra a poliomielite somente quando completar o esquema de três doses da VIP, chamado esquema primário. As duas doses de reforço garantem o prolongamento dessa proteção, assim como as doses das campanhas sazonais.

Por que a necessidade desse reforço agora?
A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite acontece anualmente nesta época do ano desde a década de 1980. Ela não deve ser considerada excepcional, mas uma forma de reforçar a importância de mantermos a cobertura vacinal de 95% das crianças menores de cinco anos em todo o país, para evitar o risco de novos surtos da doença por aqui.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Geração de energia no Brasil tem expansão recorde de 18,7%

Números do 1º semestre são da Aneel

Polícia

PRF apreende 879 kg de maconha e recupera veículo em Campo Grande

Motorista fugiu e abandonou veículo

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo