X
Saúde

Fiocruz avalia o excesso de mortes maternas em 2 anos de pandemia

Durante os dois primeiros anos de epidemia, o excesso de mortes maternas foi de 69% no Brasil, com 39% no primeiro ano e 100% de aumento no segundo ano

Excesso de mortes maternas foi de 69% no Brasi / Ilustrativa/Agência Brasil

Estudo liderado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e publicado pela revista científica Plos One , atualiza e amplia avaliação sobre o impacto da pandemia de Covid-19 na mortalidade materna no Brasil. O epidemiologista Jesem Orellana, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), e pesquisadores ligados ao Centro de Integração de Dados e Conhecimento para Saúde (Cidacs), do Instituto Gonçalo Moniz/Fiocruz Bahia, a universidades brasileiras e dos Estados Unidos e da Colômbia mostraram que houve forte aumento no excesso de mortes durante os dois primeiros anos de epidemia, independentemente da região e ano de avaliação.

Durante os dois primeiros anos de epidemia, o excesso de mortes maternas foi de 69% no Brasil, com 39% no primeiro ano e 100% de aumento no segundo ano. No primeiro ano de epidemia, o impacto foi maior nas regiões Nordeste e Norte, com 55% e 56% de mortes maternas excedentes, respectivamente. Por outro lado, no segundo ano, houve um desproporcional impacto nas regiões Centro-oeste e Sul, alcançando 123% e 203% de mortes maternas excedentes, respectivamente. Nas mulheres com idades entre 35 e 49 anos da região sul observou-se um padrão explosivo, com 413% de excesso de mortes, durante o quadrimestre de março a junho de 2021.

O estudo usou dados oficiais de mortalidade do Ministério da Saúde. “A esta altura da pandemia, não parece razoável duvidar dos impactos diretos da epidemia sobre a mortalidade por Covid-19 no Brasil, pois só nos dois primeiros anos foram contabilizadas cerca de 650 mil mortes pela doença, um número assustador e que comprova a negligência no seu enfrentamento. No entanto, pouco se sabia sobre os efeitos indiretos da epidemia de Covid-19 e nosso estudo mostrou um grave impacto sobre as mortes maternas, forte o suficiente para comprometer as metas do Brasil relativas à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Uma pena, mas que fique de aprendizado sanitário e humanitário, pois esta não foi a primeira e nem será a última pandemia que enfrentamos”, explica Orellana, que coordena o Laboratório de Modelagem em Estatística, Geoprocessamento e Epidemiologia (Legepi) da Fiocruz Amazônia.

No artigo intitulado Impact of the Covid-19 pandemic on excess maternal deaths in Brazil: A two-year assessment (em tradução livre: Impacto da pandemia de Covid-19 sobre o excesso de mortes maternas no Brasil: uma avaliação dos dois primeiros anos), os cientistas argumentam sobre essa relação e apresentam dados da mais abrangente avaliação sobre o impacto da pandemia de COVID-19 sobre o excesso de mortes maternas no Brasil. Os autores concluíram que houve forte excesso de mortes maternas no Brasil, especialmente no segundo ano da pandemia e no quadrimestre de março a junho de 2021, momento de inédita e rápida disseminação da variante Gama (P1) e quando muitos, equivocadamente, acreditavam que a epidemia estava se esgotando no país.

“Como estamos falando de mortes evitáveis, mediante o adequado acompanhamento da gestação e do parto, aumentos fortes e até explosivos como mostrados em nosso estudo, mostram o quão precário foi o gerenciamento da epidemia no Brasil e a urgente necessidade de aperfeiçoamento das políticas de saúde materno-infantil, sobretudo durante crises sanitária”, pondera o epidemiologista.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Serviços

Agendamento online para passaportes está indisponível temporariamente

Polícia Federal detecta tentativa de invasão do ambiente de rede

Educação

Inep apresenta novos indicadores de financiamento

Valor Aluno Ano Resultado é um complemento da União às redes estaduais e municipais em vigor desde 2023

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo