X
Novembro Azul

Novembro Azul aborda consciência coletiva sobre saúde integral do homem

Já faz algum tempo que o “Novembro Azul” deixou de ser dedicado apenas à prevenção do câncer de próstata para abordar uma consciência coletiva sobre a saúde integral do homem. A preocupação não é só com tumores, mas sim com todas as condições que podem afetar o bem estar deles.

Isso é o que recomenda a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH), elaborada pelo Ministério da Saúde. O motivo, segundo o ministério, são vários. Entre eles, indicadores de que o homem vive em média sete anos a menos que as mulheres e de que a cada três mortes de adultos, duas são de homens.

No Mato Grosso do Sul, dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) revelam que em 2018 o câncer de próstata foi relacionado a 255 mortes de homens. No topo da estatística, doenças ligadas ao aparelho circulatório, como hipertensão, AVC e insuficiência cardíaca, mataram 2.795 homens. Já as causas externas, como acidentes de trânsito, homicídios e suicídios, resultaram em 1.625 mortes masculinas.

“O homem precisa aprender a se cuidar”, afirma, categoricamente, a gerente de Saúde do Homem da SES, Maria Jesus Nasser Viana. Por isso, o Estado trabalha todos os eixos da Política Nacional para homens de 20 a 59 anos: prevenção de violência e acidentes; saúde sexual e reprodutiva; paternidade e cuidado; e doenças prevalentes na população masculina.

As atividades, acompanhamentos e discussões sobre a saúde masculina acontecem durante todo o ano. E, claro, ganham força em novembro, mês dedicado ao tema.

Nesta terça-feira (4), por exemplo, será realizado na governadoria o “Seminário Estadual Novembro Azul”, que tem como tema “Homens como protagonistas do cuidado de sua saúde em todas as fases da vida”.

Palestras, rodas de conversa, exibição de vídeos e outras atividades também são realizadas durante o mês em empresas e instituições públicas em todo o Estado, conforme solicitações gratuitas feitas à SES. Ações já estão programadas paras os próximos dias na Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e na Escola do Senai, com mais de 100 participantes.

“Vamos com nutricionista, médico e equipe para debater todos os eixos da saúde dos homens, incluindo acidentes, violência e suicídio”, comenta Maria Jesus.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Suspeito de assalto violento em farmácia de Miranda é preso

Homem abandonou moto usada no crime no local

Economia

Governo de MS abre parceria para câmaras arbitrais

Câmaras arbitrais que desejam atuar em contratos de parcerias do Estado já podem realizar cadastro

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2023 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo