X
Saúde

Secretaria de Saúde realiza web aula com foco na prevenção do câncer

Parte dos fatores ambientais depende do comportamento do indivíduo e pode ser modificado reduzindo o risco de desenvolver um câncer

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) realiza nesta quinta-feira (30) a web aula “Câncer em Foco: Prevenir o câncer é possível” por meio da Plataforma Telessaúde MS. A transmissão tem início às 14h30 e é voltada aos profissionais da saúde e gestores.

Conforme a enfermeira da coordenadoria das Doenças Crônicas da SES, Michele Borsoi, a OMS (Organização Mundial da Saúde) considera que 40% das mortes por câncer poderiam ser evitadas o que faz da prevenção um componente essencial para todos os planos de controle do câncer.

“Por isso vamos trabalhar nessa web a prevenção, um assunto que nós julgamos bastante importante, mas negligenciado. Então vamos trabalhar com fatores de risco, com fatores de proteção, vamos falar um pouco sobre fator de risco modificável e não modificável. Vamos trazer uma conversa do que é possível fazer como prevenção para os profissionais de saúde que atuam na APS (Atenção Primária à Saúde) com as famílias em seus territórios”.

Entre os assuntos que serão debatidos estão os fatores de risco para o câncer, e recomendações do INCA (Instituto Nacional de Câncer) para a prevenção do câncer.

As palestras serão ministradas pela enfermeira Michele Borsoi e nutricionista Michele Martins, da coordenadoria das Doenças Crônicas da SES. O acesso à web aula pode ser feito através do link: https://participe.saude.ms.gov.br/forms/ .

Câncer

Câncer é um nome dado a mais de 100 diferentes tipos de doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células, que podem invadir tecidos ou órgãos.

Dividindo-se rapidamente, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores, que podem espalhar-se para outras regiões do corpo.

Os diferentes tipos de câncer correspondem aos vários tipos de células do corpo. Quando começam em tecidos epiteliais, como pele ou mucosas, são denominados carcinomas. Se o ponto de partida são os tecidos conjuntivos, como osso, músculo ou cartilagem, são chamados sarcomas.

De acordo com dados do INCA, a estimativa para o ano de 2023 é que Mato Grosso do Sul registre 9.850 novos casos de câncer por 100 mil habitantes. No estado os mais prevalentes são o câncer de mama feminina; próstata; cólon e reto; traqueia, brônquio e pulmão e colo do útero.

Fatores de risco modificáveis

Parte dos fatores ambientais depende do comportamento do indivíduo e pode ser modificado reduzindo o risco de desenvolver um câncer, como:

O uso de tabaco; sedentarismo; sobrepeso, obesidade e alimentação inadequada; consumo excessivo de bebidas alcoólicas; contato com agentes infecciosos, como o HPV e o vírus da hepatite B; exposição a radiações ultravioleta e ionizante ultravioleta; exposição a algumas substâncias encontradas no ambiente de trabalho, tais como asbesto, arsênio, benzeno, sílica, radiação, agrotóxico, poeira de madeira e de couro e fumaça do tabaco, são carcinogênicas; poluição ambiental; e comportamento sexual.

Fatores de risco não modificáveis

Os fatores de risco não modificáveis estão relacionados aos fatores de risco que não dependem do comportamento, hábitos e práticas individuais ou coletivas. São eles: idade, gênero, etnia ou raça e herança genética ou hereditariedade.

Alguns tipos de câncer de mama, estômago e intestino parecem ter um forte componente familiar, embora não se possa afastar a hipótese de exposição dos membros da família a uma causa comum.

Prevenção

Para a prevenção do câncer recomenda-se os cuidados alimentares, a prática esportiva regular e o abandono de hábitos ruins, como consumir álcool e tabaco, além de evitar a exposição ao sol em demasia e cuidar o histórico familiar. Confira as recomendações do INCA:

· Mantenha o peso corporal saudável;

· Seja fisicamente ativo como parte da rotina diária;

· Faça dos alimentos de origem vegetal a base da alimentação;

· Evite o consumo de alimentos ultraprocessados, bebidas açucaradas e fast food;

· Limite o consumo de carne vermelha a até 500 gramas por semana;

· Evite o consumo de carnes processadas;

· Evite o consumo de chimarrão em temperatura superior a 60ºC;

· Evite o consumo de bebidas alcoólicas;

· Se puder, amamente seu bebê;

· Não use suplementos alimentares para prevenção do câncer; e

· Se puder, procure seguir essas recomendações após o diagnóstico de câncer.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Música

Henrique e Diego se apresentam no festival de Pesca em Corumbá

Show acontece no dia 16 de março

Politica

Após mediação da ALEMS, obra da Ponte Bioceânica será retomada

Obras estão paradas desde dezembro

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo