X
Tecnologia

Aplicativos de beleza prometem "o rosto dos seus sonhos"


Taylor Disher, 22, estudante de marketing de Toronto, recentemente encontrou uma maneira útil de encurtar sua rotina de beleza. Ao invés de experimentar camadas grudentas de gloss num corredor de drogaria, ela testou 20 cores diferentes de gloss enquanto tomava o trem para a faculdade usando um aplicativo do iPhone chamado Makeup.


"Não sou muito chegada a maquiagem, mas o aplicativo parecia divertido", disse Disher, que baixou o MakeUp da Apple App Store algumas semanas atrás. Usando sua tecnologia de reconhecimento facial, ela foi capaz de aplicar camadas de gloss pixelizado em seus lábios pixelizados (em uma foto sua carregada no aplicativo) até encontrar o tom de rosa perfeito.


"No dia seguinte, fui à drogaria e comparei a cor com dois tipos de gloss", ela disse. "Um era muito brilhante, então comprei o outro, que agora uso o tempo todo."


Entre no mundo da beleza virtual: Gloss labial: US$ 9. Aplicativo MakeUp: US$ 0,99. Tempo economizado: não tem preço. A ModiFace, criadora do MakeUp, e inúmeros outros desenvolvedores de aplicativos de beleza para o iPhone e o iPod Touch esperam que esse cálculo tenha um apelo em massa, que se traduza em parcerias lucrativas dentro do setor de beleza americano, estimado em US$ 43,2 bilhões.


"Aplicativos de beleza são um mercado em grande crescimento", disse Sunil Verma, fundador da Mobclix, uma rede de anúncios para celular. "Entre sete e dez milhões de usuários do iPhone ou iTouch já baixaram um aplicativo de beleza ou mostraram muito interesse em fazê-lo. E estamos começando a observar o envolvimento de grandes marcas, o que será estrondoso", Verma disse, citando dados que sua companhia havia coletado.


Não é surpresa que aplicativos voltados para a aparência façam sucesso com meninas de 14 a 17 anos, que estão na fase de experimentar maquiagem e namorados. Mas, Verma disse, há muito crescimento no setor entre mulheres de 18 anos ou mais. "Temos visto muitas profissionais solteiras e mães baixando esses aplicativos", ele disse.


E o mercado não é apenas de mulheres. Durante um período no verão americano, um dos principais aplicativos na categoria de jogos ¿ competindo com os populares Farm Frenzy e Surviving High School ¿ se chamava Sally's Spa, que coloca o usuário na invejável posição de gerenciar um império de spas com uma lista crescente de clientes cada vez mais exigentes. O jogo recebeu ótimas críticas de avaliadores de aplicativos no YouTube, incluindo um que observou que o jogo não chegou ao topo sendo "de menina".


Além de aplicativos de beleza que se encaixam na categoria de entretenimento, existe também um elemento de saúde. "Vemos esse segmento de aplicativos como um dos componentes que cresce mais rapidamente na categoria de saúde e boa forma", Verma disse.


Enquanto alguns dos primeiros aplicativos ofereciam aos usuários a oportunidade de reproduzir visuais de rostos famosos como o de Angelina Jolie, alguns aplicativos recentes são mais utilitários. Eles não apenas permitem que os usuários avaliem seus próprios rostos fotografados (e os comparem com, digamos, o de Megan Fox), mas também localizam serviços de beleza nos arredores. Eles também podem oferecer acesso fácil a dicas e instruções sobre o que comprar em uma loja de produtos de beleza, com sua gama vertiginosa de escolhas, ou sobre como aplicar um delineador específico.


A realidade ampliada, agora uma forte tendência no desenvolvimento tecnológico, possibilitaria que um usuário de aplicativo explorasse virtualmente, digamos, o recém-reformado departamento de cosméticos de 2,3 mil m2 da principal loja da Bloomingdale's em Nova York, testasse e comparasse produtos, ganhasse uma transformação, recebesse conselhos e fizesse suas compras sem sair do sofá.


"Estamos certamente vendo muitas possibilidades aqui", disse Judith Curr, vice-presidente executiva e editora da Atria Books, divisão da Simon & Schuster.


A Atria escolheu Return to Beauty, de Narine Nikogosian, para ser lançado como um dos quatro aplicativos femininos da editora, desenvolvidos como um híbrido de vídeo e texto. "As mulheres são o público-alvo perfeito para isso", Curr disse. "Você poderia estar no treino de futebol do seu filho, ou em outro lugar qualquer, e ter essa informação útil ao alcance dos dedos."


Cada vez mais marcas de beleza reconhecidas estão entrando no mercado. Carmindy, maquiadora e estrela do programa Esquadrão da Moda, do canal americano TLC, vai lançar seu próprio aplicativo em abril, que coincidirá com a publicação de seu guia de beleza, Crazy Busy Beautiful.


"Quero estar na bolsa da mulher, lá no banheiro quando ela precisar se preparar para uma grande reunião ou encontro", disse Carmindy, que também é criadora da Sally Hansen Natural Beauty, uma linha de produtos de beleza.


Lancome e L'Oreal Paris já têm aplicativos. E outro importante membro do ramo de beleza, a Avon, e sua pequena marca-irmã, mark, entraram no mercado este outono com aplicativos recheados de vídeos exclusivos, imagens atraentes e conteúdo rigidamente editado sobre as últimas tendências do outono.


"Vemos isso de um modo holístico", disse Annemarie Frank, diretora de alianças digitais e estratégicas da mark. "Queríamos destacar nossas tendências de outono para o nosso mercado-alvo, que é uma pessoa que vive muito imersa na era digital. Então que modo melhor de mostrar a ela as maiores tendências e as maneiras de incorporá-las em sua vida do que em seu telefone?"


Enquanto muitos aplicativos permitem que os usuários testem produtos e criem visuais virtuais, como olhos escuros no estilo punk ou cabelo espetado e descolorido, alguns novos aplicativos, como iSurgeon, já estão aumentando a aposta. Por que não ver como você ficaria com lábios mais grossos? Injeções de botox? Lifting facial?


"Claro que ele funciona por meio de princípios matemáticos de beleza e é uma média do que um procedimento realmente resultaria em um indivíduo", disse o doutor Frederick Lukash, cirurgião plástico de Manhattan e Manhasset, Nova York. "Poderia ser divertido e talvez um negócio promissor, mas no fim das contas, é realmente só um jogo de salão de beleza."


Você também pode ficar tão bonita quanto um pixel
MAKEUP: Lançado no início de novembro por US$ 0,99, MakeUp oferece às usuárias quase 100 cores de blush e batom para testar em imagens baixadas, além de vários tons de delineador, sombra, rímel e base. As usuárias também podem comparar fotos antes e depois lado a lado.


IMIRROR: Lançado no final de outubro por US$ 0,99, iMirror fornece uma moldura em torno da imagem capturada da usuária, permitindo que ela cheque a maquiagem, arrume o cabelo ou reaplique o batom.


VANITY: Lançado em julho por US$ 2,99, Vanity espera fornecer a resposta definitiva para aquela velha pergunta: quão bonita sou eu? Com duas matrizes, uma para homens e outra para mulheres, esse aplicativo permite que o usuário baixe sua foto, avalie e dê uma nota à imagem em uma escala de 1 a 10.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Concurso

Inscrições para o concurso da Caixa iniciam nesta quinta-feira

Edital prevê a contratação de mais de 4 mil empregados

Saúde

Ministério da Saúde atualiza a remuneração dos agentes de saúde

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 267 mil agentes comunitários de saúde e 102 mil agentes de combate às endemias

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo