X
Tecnologia

Brasil passa EUA e é o novo rei do spam, diz pesquisa

Um novo mercado emergente se apresenta como o maior produtor de spam: o Brasil, que virou o novo "rei do spam", publicou a revista de economia "Forbes" nesta terça-feira (8).


O Brasil foi responsável por 7,7 trilhões de mensagens de spam [e-mails indesejados] no ano até novembro, segundo pesquisa da empresa Cisco. Isso é quase o triplo da produção do país no ano passado.


Esse resultado também coloca o país à frente dos Estados Unidos, que mandou 6,6 trilhões de mensagens de spam no mesmo período neste ano. Em 2008, o resultado norte-americano foi de 8,3 trilhões de spams.


De acordo com a "Forbes", o tradicional país emergente produtor de spam era a China, agora também ultrapassada pelo Brasil.


De acordo com o pesquisador de segurança da Cisco Patrick Peterson, o país sofre com a mesma epidemia de lixo de e-mails que outras nações em rápido crescimento experimentaram enquanto se conectavam à internet.


"O Brasil teve um crescimento muito rápido na banda larga, mas sem educação do usuário, antivírus, firewalls e programas de provedores que estão cortando o spam nos EUA", analisa ele.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Segurança

CCJ do Senado aprova projeto que protege crianças em ambiente virtual

Projeto será analisado agora pela Comissão de Ciência e Tecnologia

Segurança

Imasul repassa equipamentos ao Comitê do Fogo para o combate a incêndios

Combate é feito para unidades de conservação

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo