20 de janeiro de 2021
Anuncie Aqui
-->
Tecnologia

China sofre com a importação de lixo eletrônico

20 NOV 2007 - 08h42min
terra

A China tem sofrido com o crescimento de estações de reciclagem de lixo eletrônico, o e-lixo. O ar tem um cheiro ácido vindo de fornos das casas que derretem fios para recuperar cobre e cozinham placas mãe para liberar ouro. Os trabalhadores migrantes usam roupas esfarrapadas e quebram tubos de imagem a mão para recuperar vidro e partes eletrônicas, liberando até 3 Kg de poeira no ar.


Por cinco anos, ambientalistas e a mídia têm alertado para o perigo enfrentado por trabalhadores chineses que desmancham lixo eletrônico. Ainda assim, pouco está sendo feito para que esta prática em relação ao e-lixo mude. Na verdade, o problema só tem piorado em função da contribuição da própria China.


A China produz hoje mais de 1 milhão de toneladas de e-lixo por ano, disse Jamie Choi, ambientalista do Greenpiace China, em Pequim. São cerca de 5 milhões de aparelhos de televisão, 4 milhões de geladeiras, 5 milhões de lavadoras de roupa, 10 milhões de celulares e 5 milhões de PCs. "A maioria do lixo na China vem de outros países, mas a quantidades de e-lixo doméstico está crescendo", disse.


O negócio é movido por economia pura. Para o ocidente, onde regras de descarte são fortes, é 10 vezes mais barato enviar o lixo para outros países. Na China, migrantes pobres vindos do interior arriscam sua saúde por pouco dinheiro, sendo explorados por empresários.


Acordos internacionais e regulamentos europeus proibiram a exportação de eletrônicos velhos para a China, mas furos na lei - e às vezes subornos - permitem os países a contornar os requisitos. Apenas uma pequena parcela dos eletrônicos voltam para fabricantes, como Dell e HP para reciclagem segura.


Mais de 90% do lixo acaba em depósitos com nenhum padrão ambiental, onde máquinas de retalhar, incêndios, banhos de ácido e fornos são utilizados para recuperar ouro, prata, cobre e outros metais valiosos enquanto gases tóxicos são expelidos no ar e químicos nos rios.


Números precisos sobre o mercado sem regulamentação são difíceis de conseguir. Entretanto, especialistas concordam que é um problema de país em desenvolvimento. Eles estimam que cerca de 70% dos 20 a 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico produzido globalmente cada ano é jogado na China. O resto vai para a Índia e nações africanas pobres.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Tempestade causa enchente, alaga ruas e interdita ponte em Nioaque

2
Anastácio

Noivos vendem cachorro-quente para realizar sonhada festa de casamento

3
Aquidauana

Princípio de incêndio em borracharia mobiliza bombeiros em Aquidauana

4
Geral

Primeiras 8,4 mil doses da vacina contra Covid-19 já estão em Aquidauana

Vídeos

Após chuvas, árvore cai em cima do telhado de residência em Corumbá

Com período chuvoso intenso, rio Aquidauana sobe e chega a 5 metros

Após acidente de trânsito envolvendo carro e moto, vítima é levada para pronto socorro

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min22 max28

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min22 max28

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,10m
Miranda
4,05m
Paraguai
0,94cm

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Dialeto caipira, uma maravilha!

Valdemir Gomes

O...

Mariana Thomé

Corrupção: o mal que deve ser inibido e que impede o ...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Pax

Pax Universal - Serviços Póstumos Ltda.

Rua XV de Agosto, 412 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4088 / 324
Auto Elétrica/Oficinas

Centro Automotivo Globo

Rua Theodoro Rondon, 347 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4357
Associações e Sindicatos

Sindicato Rural de Aquidauana

Antonio Campelo, s/nº Bairro Exposição - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2826
Ver Mais
Fale com a redação