28 de setembro de 2021
Anuncie Aqui
Turismo

Programa ensinará espanhol e inglês a trabalhadores de turismo

14 FEV 2009 - 13h16min
agência amazônia

Profissionais de turismo vão contar a partir de agora com um programa de formação em inglês e espanhol. A iniciativa, lançada nesta sexta-feira pelo ministro do Turismo, Luiz Barretto, deverá habilitar 80 mil profissionais trabalhadores para recepcionar meio milhão de estrangeiros que devem desembargar no Brasil para a Copa 2014.  Em dois anos de execução do projeto, o Ministério do Turismo (MTur) investirá R$ 13,92 milhões. A experiência-piloto começa no segundo semestre de 2009 no Rio e em Salvador, Bahia. O programa será desenvolvido em parceria com a Fundação Roberto Marinho (FRM).

View Energy - Setembro21_09

Além das melhorias na infra-estrutura do país e em mobilidade urbana, uma das tarefas que precedem a realização da Copa do Mundo é a qualificação profissional. São cinco anos pela frente para aproveitar a oportunidade de melhorar o que no Brasil, na opinião do ministro Luiz Barretto, "já é muito bom". "O diálogo, a hospitalidade e a receptividade do nosso povo ressaltam o que o brasileiro tem de melhor. Com este programa, vamos aprimorar a nossa capacidade de comunicação com o mundo, eliminando a barreira do idioma", definiu.


Para o governo, a Copa 2014 é o grande desafio do turismo brasileiro. Tudo porque esse tipo de eventos - como a Copa e a potencial realização das Olimpíadas de 2016 - abre um leque de oportunidades para vários segmentos econômicos da cadeia turística. Por essa razão, o ministro Luiz Barretto reconhece ser preciso, desde já, colocar os destinos brasileiros entre os principais do mundo.  


E com essa finalidade já está nos planos do MTur uma campanha publicitária focada na Copa do Mundo, em meados de 2010, logo após o encerramento do campeonato mundial na África do Sul, destaca revista editada pelo ministério sobre os desafios do turismo brasileiro para a Copa 2014.  A competição permite o Brasil sonhar com metas ambiciosas, entre as quais a ampliação da participação da indústria do turismo no Produto Interno Brasileiro (PIB), hoje na faixa de 2,6% das riquezas nacionais, destaca a revista. A perspectiva do governo é chegar aos patamares da Espanha, onde a cadeia desses serviços responde por cerca de 11% do PIB.


Programa de línguas


A oferta de cursos de línguas aos profissionais do setor é uma das estratégias para motivar os brasileiros. Para José Roberto Marinho, presidente da Fundação  Roberto Marinho, o projeto-piloto começa no Rio de Janeiro e em Salvador, contemplando 500 profissionais "destas cidades que representarem o clima e o potencial turístico do Brasil no exterior". "Mexer com o Rio de Janeiro é mexer com a auto-estima do povo brasileiro", avaliou.


De acordo com Marinho, as aulas do programa serão presenciais e a distância, mediadas pelo uso de recursos audiovisuais e conduzidas pela equipe pedagógica da FRM. Um portal na internet, desenvolvido exclusivamente para o projeto, disponibilizará a ferramenta de e-learning para os cursos de espanhol e inglês, tutoria  a  distância e biblioteca virtual.


A estrutura prevê também a implementação de  30 tec-salas, espaços com capacidade de atendimento presencial de  40 horas semanais equipadas com recursos multimídia e conexão de internet. Elas serão utilizadas por alunos que não dispuserem da infra-estrutura necessária para o acompanhamento das atividades online, favorecendo também a familiarização com a tecnologia. O conteúdo das aulas será produzido pelo Canal Futura, que terá o papel de mobilizar os interessados por meio de programas educativos.


No médio prazo, a meta é levar a iniciativa para as 12 cidades-sede da Copa 2014. Entre os resultados esperados está a formação de uma rede de estabelecimentos certificados. Selos de qualidade serão concedidos pelo Ministério do Turismo para identificar as empresas qualificadas pelo projeto.


Serão beneficiados pela iniciativa todos os profissionais que trabalham no atendimento ao público, conversação e relacionamento interpessoal, com ênfase em segmentos que geram grande impacto para o turismo (hospedagem, alimentos e bebidas, agências de receptivo, comércio de artesanato e souvernirs, transporte, equipamentos culturais, de esporte e lazer, segurança e saúde). O público-alvo dos cursos presenciais e a distância inclui recepcionistas, telefonistas, garçons, balconistas, taxistas, guias de turismo, artesãos, barraqueiros, camareiras, entre outros.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Vítima de um câncer, morre professora aquidauanense Nara Ortencia

2
Policial

Homem perde a vida ao atravessar Rio Miranda a nado

3
Aquidauana

Princípio de incêndio interdita Ponte Velha em Aquidauana

4
Policial

Policiais civis deflagram segunda fase da operação e prendem mais um envolvido

Informe Publicitário

Informe

Restaurante Pira passa por reforma e já volta no dia 1º

Previsão do Tempo

min24 max37

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min24 max37

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Mais...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

AI de ti, AQUIDAUANA!

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Doce Sabor Lanchonete

Rua 7 de Setembro, Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Automóveis

Centro Automotivo Globo

Rua Theodoro Rondon, 347 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4357
Bancos

Banco Caixa Econômica Federal

Rua Estevão Alves Corrêa, 562 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4030 / 324 www.cef.com.br
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo