X
Turismo

Punta Cana e Lan confiam no Brasil para alta temporada

Muito sol, calmaria, a sempre envolvente aparência do mar caribenho e toda a estrutura de resorts all inclusive. Sonho de muitos viajantes, a República Dominicana se esforça para mostrar que pode e deve receber mais turistas, principalmente os brasileiros. Na esperança de se tornar o destino favorito do Caribe, o país disponibiliza fretamentos com a CVC e Nascimento, com voos diretos para Punta Cana, e negocia constantemente novas operações com companhias da América Latina. Dentro deste contexto está a Lan, empresa que cada vez mais aposta no sucesso da região. Em evento realizado há pouco, no Novotel Jaraguá, na capital paulista, o órgão de promoção turística dominicano e a aérea convidaram agentes de viagens e operadores para um encontro bastante descontraído, com o objetivo de estimular os profissionais a considerarem a República Dominicana como um país acessível ao brasileiro, mais até que o próprio nordeste brasileiro.


"Possuímos uma extensa gama de opções no que diz respeito à hotelaria. Fora isso, iniciamos uma série de ações por conta da nomeação de Santo Domingo como a capital americana da cultura", citou Nodalia Airas, representante do Escritório de Turismo da República Dominicana no Brasil. "Com os agentes de viagens, estamos investindo fortemente em capacitação. Estamos programando para o ano que vem uma campanha on-line para atrair mais visitantes a conhecerem todas as belezas do país", completou ela, informando que a expectativa para este ano é receber cerca de 18 mil brasileiros, contra 14,6 mil do ano passado.


Para o diretor geral da Lan para o Brasil, Jaime Fernandez, a República Dominicana é um destino promissor para a companhia, ainda mais por conta dos ótimos índices de ocupação dos voos recém-lançados para Punta Cana, com saída de Lima, no Peru. "Estamos bastante satisfeitos com essa rota. A média de ocupação dos aviões chega a 80%", revela o dirigente.


Falando da empresa de maneira global, Fernandez adianta que os resultados ficarão abaixo dos obtidos no ano passado, mas a recuperação assistida nos últimos meses foi crucial para a diminuição dos prejuízos. "É sempre bom lembrar que passamos por um momento bastante complicado, muito por conta da Gripe A (H1N1), e que afetou nossos principais destinos, principalmente na América do Sul", comentou ele. Para 2010, por outro lado, a ideia é retomar o crescimento. "Estamos estudando algumas situações, mas posso adiantar que teremos um incremento importante no nosso movimento doméstico."

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

MEC divulga resultado da segunda chamada do Prouni

Lista de pré-selecionados atrasou quatro dias

Economia

Mega-Sena pode pagar R$ 185 milhões neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19 horas, no horário de Brasília

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo