28 de fevereiro de 2021
Anuncie Aqui
-->
Turismo

Turismo Sustentável

2 OUT 2007 - 10h26min
estadão

Até os anos 70, o Guarujá era um dos destinos preferidos dos paulistanos endinheirados. Com praias limpas e esbanjando charme, fazia jus ao pomposo apelido ''''pérola do Atlântico''''. Mas a partir da inauguração da Rodovia dos Imigrantes, em 1976, o acesso à cidade ficou mais fácil e um grande contingente de novos turistas descobriu suas areias. Sem infra-estrutura, o Guarujá enfrentou inchaço populacional, favelização, aumento da violência e degradação ambiental. Nos anos 90, foi quase abandonada: perdeu 50% dos visitantes que costumava receber por ano.


Outro ex-balneário chique, a mexicana Acapulco passou por processo semelhante. Esse ciclo de ascensão e decadência típico da exploração turística sem planejamento é uma ameaça real para outros destinos. Tanto que virou preocupação central do setor. No Dia Mundial do Turismo, comemorado na quinta-feira, a sustentabilidade foi tema de debates. Preservação, criação de empregos para a comunidade local e redução do impacto da atividade turística são preocupações que tendem a se tornar permanentes.


No Brasil, multiplicam-se entidades dedicadas a promover sustentabilidade. O Instituto de Hospitalidade e o Conselho Brasileiro de Turismo Sustentável lançaram proposta de certificação e medidas ''''verdes''''. Várias empresas já começaram a seguir as recomendações, mas até agora nenhuma recebeu o selo de qualidade.


Mesmo quem não pretende participar das discussões - e só quer viajar - ganha com a mudança de mentalidade do setor. Um sistema de captação de energia solar, por exemplo, instalado em um hotel, reduz em 20% os gastos com eletricidade. Economia que pode ser repassada ao viajante na forma de diárias mais baratas.


É provável que ecoturismo seja a primeira coisa que vem à sua cabeça quando o assunto é a tal sustentabilidade. Mas o conceito é mais amplo. ''''É um processo contínuo'''', diz o coordenador da Pós-Graduação em Turismo Sustentável do Senac, Sérgio Salvati. Para a Organização Mundial do Turismo (OMT), trata-se de ''''responder às necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras de responder às suas necessidades''''. Apenas plantar árvores ou reciclar lixo, portanto, são providências relevantes, mas não suficientes. O Ministério do Turismo incentiva viagens regionais como forma de criar empregos e estimular a preservação, mas sem grande relevância por enquanto, já que as obras de infra-estrutura que pretendem dar padrão internacional a 65 destinos brasileiros dependem das verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


Um exemplo de regionalização é a iniciativa da Costa do Descobrimento, no litoral sul baiano. Porto Seguro, no limite da saturação, uniu-se a Santa Cruz de Cabrália e Belmonte em um comitê permanente, cuja tarefa é buscar o desenvolvimento conjunto. O município, um dos destinos mais baratos para quem vive na Região Sudeste, famoso pelas festas embaladas a axé, quer agora atrair um novo tipo de visitante. ''''Que esteja interessado em história, em preservação e nas comunidades indígenas da região'''', diz o secretário de Turismo, Anderson Guilherme. A expectativa é aumentar o gasto médio diário dos visitantes, atualmente de R$ 100. Em 2006, Porto Seguro recebeu 1,34 milhão de turistas.


RECUPERAÇÃO
Hoje, o Guarujá começa a deixar para trás os tempos de decadência. Conquista novos turistas com melhorias em segurança e saneamento (o índice de balneabilidade das praias é de 95%). No ano passado, ganhou hotel de luxo, o Jequitimar. A Praia do Tombo é candidata ao certificado internacional Bandeira Azul, dado àquelas com boa infra-estrutura e qualidade ambiental. Esse tipo de selo atrai europeus, acostumados a prestigiar destinos sustentáveis. O número de turistas cresce 10% ao ano - 9 milhões estiveram na cidade em 2006.


Conheça, a seguir, lugares onde a preservação dita o rumo do desenvolvimento e iniciativas para reduzir os riscos ambientais. Mais do que repetir a batida idéia de que o planeta precisa de ajuda, o que motiva o setor turístico a pensar em sustentabilidade é a busca da certeza de que aquela praia cristalina ou aquelas ruínas incríveis continuarão intactas, para quem quiser voltar.


TURISTA RESPONSÁVEL
Minimiza o impacto da sua presença. Por exemplo, troca o carro pelo transporte público e colabora para reduzir congestionamentos


Escolhe hospedagens ambiental e socialmente conscientes. Servir produtos da região nas refeições e valorizar funcionários são exemplos. Dessa forma, é atendido por profissionais motivados


Prefere serviços locais, como guias e restaurantes, e ganha em troca imersão cultural


Compra lembranças típicas como forma de incentivar a economia do destino e levar para casa peças exclusivas, mas rejeita produtos que causam prejuízo ao ecossistema


Evita desperdício de água e energia elétrica - reduz, assim, custos de manutenção dos empreendimentos e ajuda a baratear preços de diárias, passeios e refeições


Produz o mínimo possível de lixo, descarta seus resíduos adequadamente e previne a poluição


Preserva os patrimônios natural, histórico e cultural. Não tira nem deixa nada nas áreas que visita


Respeita as leis e, assim, promove e reforça a cidadania

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Motociclista vítima de acidente em Anastácio morre no Hospital Regional

2
Geral

Vítima fatal de acidente de trânsito em Anastácio sonhava com carreira militar

3
Geral

Acidente entre caminhão bitrem e moto deixa feridos em Anastácio

4
Policial

Motociclista de 34 anos morreu depois colidir com animal a caminho de Bonito

Vídeos

Pensa no Susto Moradora encontra sucuri escondida no quintal de casa

Chuva forte alaga entrada do município de Anastácio/MS

Acidente entre duas motos deixa jovem de 21 anos ferida em Corumbá

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min24 max37

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min24 max37

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,90m
Miranda
6,87m
Paraguai
1,45cm

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Para...

Paulo Corrêa de Oliveira

RÁPIDAS IMPRESSÕES DE UM PEREGRINO – II

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

CAPITU

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Restaurantes

Restaurante Viana

Rua Marechal Mallet, 773 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2654
Médicos

Laudison P. Lara Spada - Clinico Geral e Ginecologista

Rua Manoel A. da Costa, 630 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3438
Casas de Shows

GRESSA

Visconde de Taunay, 457 Bairro Guanandy - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4142/9201-
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo